Atualização

Episodio 15 - Começando a parecer sério

domingo, 26 de abril de 2009

Codinome Folk -Ep. 10 - Primeira Missão

No dia seguinte Den acordou cedo e depois de pensar em tudo, se mostrou disposto a descobrir toda a verdade e acabar com as farças. Pegou uns biscoitos do pote e saiu em direção à tal praça. Lá ficou sentado por algum tempo no mesmo banco onde esperou para entregar o "sequestrado".

Ele mal sabia o que viria depois, não é? Bem, ele ainda não sabia... Depois de refletir um pouco foi até o bar. Ainda estava fechado, é claro. Mas o rapaz que lhe contava todas aquelas coisas no dia anterior ainda estava lá, parado em frente ao bar, de carro. Den chegou-se à janela, e o homem reclamou:

_ Pff. Estou aqui desde muito cedo. Ainda bem que você veio logo, já estava para desistir...

Den entrou no carro.

- Já está mais calmo? Imagino como deve estar lidando com isso tudo... A idéia a princípio era fazer um tipo de sequestro, um resgate, mas não conseguimos achar falhas no sistema de proteção a você.
_ Existe um sistema de proteção pra mim?
_ Sim. E muito bem planejado, por sinal. Me surpreendi com ele. Mais de 500 homens e mulheres, divididos em todos os bairros e locais que você frequenta ou pode frequentar.
_ Como se já não bastasse ser vigiado por quem eu pensei que eram meus pais... Se bem que eu sempre achei Celia(a irmã dele) muito dedo-duro!
_ Pois é... acho que ela não foi contratada, mas sempre serviu bem a eles...
_ Por que eu sou assim tão importante? Estou muito confuso, mas quero saber de tudo logo. Quem é você afinal?
_ Seu novo chefe.

Denis engoliu seco: "CHEFE?"

_ Após tanto tempo analisando o sistema que te protege, percebi que só há um local onde pode estar o Quartel General. É o local mais vigiado que você frequenta: em todos os corredores, salas de aula, locais ao ar livre, quadras... Nele só você é que pode tentar entrar sem ser notado, mas será nescessário grande agilidade e furtividade.
_ EU SABIA!
_ Sério? Como assim?
_ Aquele colégio tinha que ser coisa ruim: muito dever de casa, muitas horas de aula, pegavam muito no meu pé...

André sabia que tinha dado crédito demais a Denis... por mais que estivesse no seu sangue, Den era mesmo muito babaca pra descobrir tudo sozinho.

_ Pff. Isso não tem nada a ver. Você deve ser o pior aluno que este país já viu. Por que acha que nunca foi expulso de lá? Não podiam lhe expulsar. Isso causaria em total desordem no seu sistema de proteção. Uma mudança como essa precisaria de muito planejamento.
_ Então isso é uma missão? Entrar no meu próprio colégio é uma missão? Mas isso é muito fácil! Então qual é o plano? - a curiosidade e ânsia de aventura, de emoção, tomam conta de Denis. Talvez aquilo fosse realmente de família, afinal.
_ Isso é sério Denis. Você não tem idéia da gravidade da situação. Você vai ter que encontrar os papéis e os arquivos de computador onde estão as plantas, as táticas e tudo mais sobre o sistema de proteção a você e as pessoas que estão envolvidas nisso.
_ E quando será isso?
_ Sua aula começa em 15 minutos
_ Quê? Hoje? Ma... mas eu não trouxe nenhum tipo de equipamento... minha arma, eu também não trouxe.
_ Pegue esta. - disse André, tirando uma maleta preta debaixo do banco do carro.

Denis pegou a arma, muito parecida com a dele, por sinal, mas feita com os materiais corretos. Mais leve, e com um design melhor para atirar.
_ Eu vou usar arma de fogo?
_ Não! Esta também lança o Den-5 e está carregada com 20 dardos.
_ Ei! Você devia me pagar por isso! Fui eu que criei!
_ Quer usar a sua?

Denis examinou a arma... tão bonita... tinha uns detalhes laranja-metalico, bem bolada, digna de James Bond... algo que começou com uma simples experiência para a aula de química parecia estar dando certo.

_ Não, essa aqui tá boa, não vou cobrar nada não.
_ Outra coisa. Retire os dardos ao utilizá-los, não deixe pistas que alguém passou por lá. Sem impressões digitais, sem paredes derrubadas, nem nada do tipo!
_ Tsc... okay, okay... eu tenho uns amigos que entram em qualquer lugar sem ser percebidos, eles podem me aju...
_ Nem pensar! Isso não é faz-de-conta! Eles podem ser espiões para te vigiar.
_ Tem gente da minha idade nessa?
_ Cuidado até com recém nascidos... - Brinca André.
_ Não é o momento certo pra piadas.
_ Desculpa. xD
_ Quanto mais falo contigo, mais me sinto só. - reclamou Denis, que parecia realmente triste por isso.
_ Sinto muito, mas é simplesmente a verdade. É duro, mas você não pode confiar em ninguém.

Denis apontou a arma para André e falou: "nem em você?!"
André, assustado, arregalou os olhos.

_ HAHAHAHAH, Brincadeeeiiraaa!
_ Arrrghh! Garoto chato! Sai daqui, já está na sua hora!

Denis saiu do carro a gritos e gargalhadas. André sorriu e acelerou: "Nunca conheci esse senso de humor dele..."

Um comentário:

  1. muito bom, finalmente vamos ver do que esse tal de denis é capaz.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui!
O que você achou do roteiro de Codinome Folk?
O que você espera do próximo episódio?